Secretários de Iguaba preparam reforço na fiscalização da Lagoa de Araruama durante mês de outubro

Último mês do defeso, alinhamento busca garantir o cumprimento das normas em vigência desde 1º de agosto

Na manhã desta sexta-feira (23), os secretários de Meio Ambiente e Agricultura, Abastecimento e Pesca, Vinícius Lavalle e Vagnei Lessa, estiveram reunidos para o alinhamento das ações que as secretarias realizarão no último mês do defeso, quando é proibida a pesca de peixes na Lagoa de Araruama, que acontece sempre de 1º de agosto a 31 de outubro.

Em Iguaba Grande, a fiscalização, para garantir o cumprimento das normas, é realizada pela Guarda Ambiental, em parceria com a Unidade de Policiamento Ambiental (Upam). Quem for flagrado infringindo a norma poderá sofrer penalidades como multa, detenção e até a perda de equipamentos de pesca.

Outra pauta importante, debatida pelos secretários, foi a alteração na Portaria n º 1.217, publicada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no último mês de agosto, regulamentando dois períodos distintos de defeso na laguna, permitindo a pesca do camarão em período diferente. O período de defeso dos crustáceos, quando é proibida a sua pesca, passará a ser de 1º de abril a 30 de junho.

“São muitas informações novas a partir da mudança da Portaria do defeso e, por isso, devemos ficar atentos para capacitar os profissionais que fazem a fiscalização de toda orla de Iguaba. Além disso, nos próximos 30 dias, é extremamente importante manter uma fiscalização mais intensa, para garantir o êxito no período destinado a reprodução dos peixes.” Declarou o secretário de Meio Ambiente, Vinícius Lavalle.

A divisão tem base nos dados científicos coletados pelas secretarias municipais de Meio Ambiente das cidades costeiras à Lagoa em conjunto com o Comitê de Bacias Hidrográficas Lagos São João, o Consórcio Intermunicipal Lagos São João (CILSJ), a Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (FIPERJ), do setor pesqueiro artesanal da Lagoa de Araruama e da Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP), além de pesquisadores.

O secretário de Agricultura, Abastecimento e Pesca de Iguaba, Vagnei Lessa, reforçou a importância do novo período do defeso e a felicidade da classe pesqueira da cidade. “A alteração no defeso do camarão era um assunto recorrente entre todos os pescadores do nosso município. Uma luta muito antiga. As famílias que vivem da pesca estão muito felizes com o atendimento dessa demanda antiga. Agora vamos começar a instruir todos pescadores para as novas regulamentações e, também, explicar sobre os direitos e deferes de cada um para a manutenção correta e contínua do ecossistema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha Plus loading...

NOTÍCIAS RELACIONADAS